Precisa falar com um advogado?

Clique abaixo e fale com um advogado especialista em direito de família e sucessões.
Abre às 09:00 de segunda-feira
Imagem de cabeçalho do site

Atualizações

União estável, provavelmente você já ouviu falar sobre esse assunto. Cada vez mais as pessoas estão optando por esse tipo de relação, ao invés do casamento.

Mas você sabe realmente o que é união estável? Basta apenas morar junto e pronto? Como se constitui essa relação?


E se não der certo, co...

Saiba mais
Saiba mais

Pensão alimentícia é um assunto que costuma gerar muitas dúvidas, é verdade! Apesar disso, esse é um tema bem simples e fácil!

Basta saber alguns pontos básicos e tomar algumas precauções! É isso que te mostraremos neste artigo, com uma linguagem simplificada:
Tudo o que você precisa saber sobre...

Saiba mais
Saiba mais

Testamento é o documento que a pessoa faz quando quer estipular para quem quer deixar seus bens, após sua morte.

Se você tem dúvidas sobre esse assunto e quer saber mais, esse artigo é para você! Abordaremos as principais dúvidas relacionadas ao assunto, mas, se após a leitura ainda restar dúvid...

Saiba mais
Saiba mais

Inventário extrajudicial e partilha de bens, se você está com dúvidas em relação ao tema, não deixe de ler o artigo a seguir!

Nele você conhecerá tudo sobre o procedimento de inventário em cartório, e se após a leitura ainda restar alguma dúvida, basta enviar nos comentários e esclareceremos o m...

Saiba mais
Saiba mais

Sucessão anterior à lei de união estável submete-se às regras da sociedade de fato!

A 3ª turma do STJ negou, por unanimidade, recurso que discutia se bens acumulados com esforço exclusivo de apenas um dos companheiros, em período anterior à vigência da Lei 9.278/96 – que regulamentou a união es...

Saiba mais
Saiba mais

Os pais podem destinar maior parcela da herança a um dos filhos?

O Direito Sucessório representa a área do Direito Civil que regulamenta a transferência de patrimônio do morto para os herdeiros.

Um dos campos mais discutidos do tema se baseia na possibilidade ou não de se destinar maior parcela...

Saiba mais
Saiba mais

Ex-cônjuge que não fica na administração dos bens tem direito a alimentos compensatórios.
Os alimentos compensatórios têm por finalidade promover um equilíbrio entre o casal quando da separação, principalmente quando uma das partes desfruta de melhor padrão econômico.
Não estão ligados à existênc...

Saiba mais
Saiba mais

Falta de uma testemunha à leitura não basta para invalidar testamento.
A leitura do testamento na presença de duas testemunhas, e não de três como exige o Código Civil, é vício formal que pode ser relativizado, tendo em vista a preservação da vontade do testador.

Saiba mais

Serviços

Divórcio e Separação

  • Divórcio

    O divórcio, pode ocorrer de três maneiras, o mais fácil, rápido e barato é o divórcio consensual em cartório, mas para que o divórcio seja feito em cartório é necessário que preencha os requisitos descritos em tópico específico abaixo.Em segundo lugar em termos de custo e simplicidade o divórcio judicial consensual, os requisitos são quase os mesmos do divórcio em cartório, geralmente é feito dessa forma quando as partes estão de comum acordo, mas tem filhos menores ou incapazes.E por último, o mais complicado, o divórcio judicial litigioso, esse pode ser bem demorado e caro e ocorre quando as partes não entram em acordo sobre um ou mais termos da dissolução do casamento.
  • Divórcio em Cartório

    Para o divórcio ser feito extrajudicialmente, ou seja, diretamente no cartório e não através da justiça, é preciso:a) ser de comum acordo (amigável)b) que o casal não tenha filhos menores de idade ou incapazes. Se o casal tiver filhos, eles precisam ser maiores de idade.Se o divórcio em questão atender a esses dois pré-requisitos, poderá então ser feito diretamente no cartório, o que torna o processo de separação muito mais rápido e menos burocrático. Neste caso é necessária a presença de um advogado junto com o casal no cartório, podendo ser o mesmo advogado para os dois.
  • Divórcio Judicial Consensual

    Os requisitos para que o divórcio seja consensual judicial, são quase os mesmos do divórcio em cartório, geralmente é feito dessa forma quando as partes estão de comum acordo, mas tem filhos menores ou incapazes. Se o divórcio em questão atender o pré-requisito de as partes estarem de comum acordo, poderá ser feito de forma consensual, o que torna o processo de separação muito mais rápido e menos burocrático, não tanto quanto ao divórcio extrajudicial, mas bem menos complicado que o litigioso. Neste caso é necessária a presença de apenas um advogado para o casal no cartório ou seja pode ser o mesmo advogado para os dois.
  • Divórcio Judicial Litigioso

    Como o nome já pressupõe, o divórcio litigioso ocorre quando o casal não consegue chegar a um acordo no que diz respeito ao término do relacionamento, seja porque um deles não quer se divorciar ou porque não estão de acordo com os termos do divórcio (sobre a partilha de bens, por exemplo).Nesses casos, como o divórcio não é consensual, será preciso entrar com um processo na justiça, chamado de “ação de divórcio litigioso”. Nessa ação, cada parte terá o seu próprio advogado. Aquele cônjuge que ingressar com o pedido de divórcio judicial será o autor (requerente) da ação, enquanto o outro, será obrigatoriamente o réu (requerido), mas isso não significa dizer que um tem mais razão do que o outro.

Inventário e Partilha

  • Inventário Consensual Judicial

  • Inventário em Cartório

    Se todos forem capazes e concordes, o inventário e a partilha poderão ser feitos por escritura pública, a qual constituirá documento hábil para qualquer ato de registro, bem como para levantamento de importância depositada em instituições financeiras.
  • Inventário Litigioso

  • Arrolamento

Pensão Alimentícia

  • Ação de Alimentos

  • Execução de Alimentos - Cumprimento de Sentença

  • Revisão de Alimentos

  • Exoneração de Alimentos


Depoimentos

2 meses atrás
O Dr. Marco Jean é um excelente advogado e colega de profissão, conhecido pela brilhante atuação no estado de São Paulo e também em todo o Brasil através de seus parceiros... Sempre que possível indico novos clientes nas áreas de divórcio, pensão e inventário. Todos ficam satisfeitos com a qualidade dos serviços!
- Guilherme F
7 meses atrás
Sem dúvidas recomendo esse advogado, um dos melhores advogado de família da cidade de Campinas. Para fazer inventário e partilha não tem igual, o estado de São Paulo carece de escritórios especialista como esse.
- Edvaldo V
11 meses atrás
Mais que um competente profissional da Lei, um exímio amigo, um vocacionado ao socorro. Recomendá-lo não é só uma gentileza; é uma utilidade pública.
- Guilherme ن

Escritório de Advocacia

Advogado em todo estado de São Paulo, atuando principalmente em Campinas, Valinhos, Hortolândia, Sumaré, Americana, Jundiaí, Limeira e Vinhedo, com relevância na advocacia de Família e Sucessões. Os principais serviços oferecidos são: Pedido, revisão e exoneração de pensão alimentícia, divórcio judicial, divórcio em cartório, separação litigiosa, inventário judicial, inventário extrajudicial, dissolução de união estável, partilha litigiosa e consensual, guarda unilateral e compartilhada, regulamentação de visitas, execução de pensão, investigação de paternidade, alimentos gravídicos, danos morais.

Entrar em contato

Contato

Ligar agora
  • (19) 3327-7049

Endereço

Ver rotas
Avenida Doutor Heitor Penteado, 83 - Sala 26
Centro
Valinhos - SP
13270-060
Brasil

Horário de funcionamento

seg:09:00 – 18:00
ter:09:00 – 18:00
qua:09:00 – 18:00
qui:09:00 – 18:00
sex:09:00 – 18:00
sáb:09:00 – 15:00
dom:Fechado
Entrar em contato
Mensagem enviada. Entraremos em contato com você em breve.